Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A indústria brasileira no limiar do século XXI: uma análise da sua evolução estrutural, comercial e tecnológica (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MORCEIRO, PAULO CéSAR - FEA
  • USP Schools: FEA
  • Sigla do Departamento: EAE
  • Subjects: DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL; DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO; INSUMO-PRODUTO
  • Keywords: Análise insumo-produto; Deindustrialization; Desindustrialização; Difusão tecnológica; Heterogeneidade sectorial; Industrial development; Input-output analysis; Insumos intermediários; Intermediate inputs; Pesquisa e desenvolvimento (P&D); Research and development (R&D); Sectoral heterogeneity; Technological diffusion
  • Language: Português
  • Abstract: A indústria de transformação, que havia liderado o crescimento econômico do Brasil nas cinco décadas precedentes a 1981 na fase de industrialização, perdeu dinamismo desde início dos anos oitenta. Desde 1981, o produto manufatureiro brasileiro cresceu pouco e abaixo da modesta taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Com isso, o setor manufatureiro tem contribuído cada vez menos para a formação do PIB brasileiro e encolhido bastante relativo a indústria global, desde 1981 até 2017. Esta pesquisa realiza uma avaliação da estrutura produtiva e tecnológica bem desagregada setorialmente da indústria de transformação brasileira, desse modo, ela oferece um diagnóstico mais detalhado da perda de dinamismo industrial. Esta pesquisa procurou responder as seguintes perguntas: i) os setores manufatureiros diminuíram participação no PIB de maneira uniforme ou foi concentrado setorialmente? ii) os setores intensivos em conhecimento e tecnologia seguem uma trajetória de desindustrialização normal ou prematura? (iii) o tecido industrial do país está mais oco ou rarefeito nos anos 2000? (iv) o país é um montador que faz pouca transformação industrial em algum segmento manufatureiro? (v) os segmentos industriais que mais importaram insumos e componentes são também aqueles que mais exportaram? Ou seja, o Brasil tem uma inserção ativa nas cadeias globais de valor (CGV)? (vi) os setores de serviços são relevantes na realização de pesquisa e desenvolvimento (P&D) no país demodo que a desindustrialização é irrelevante da perspectiva tecnológica? Para responder essas perguntas foram criadas sérias inéditas de longo prazo da participação dos setores manufatureiros no PIB. Também foi obtida uma tabulação especial do IBGE com informações para 258 subsetores industriais que permitiu avaliar o grau de adensamento produtivo deles. E por fim foram utilizados dados das Contas Nacionais do Brasil, das matrizes de insumo-produto e de investimento setor por setor para fazer um retrato setorial da produção e uso de P&D, através de técnicas de insumo-produto. Os resultados encontrados permitem concluir que o desenvolvimento industrial brasileiro está estagnado desde 1981 e a manufatura apresenta uma retração de longo prazo do produto manufatureiro real per capita. Esta pesquisa também apresentou uma abordagem setorial da desindustrialização pelo PIB de forma inédita, revelando que parte da desindustrialização brasileira é normal (ou esperada) e parte é prematura (e indesejada), dado o nível de desenvolvimento do Brasil. A desindustrialização prematura ocorreu nos setores intensivos em tecnologia, que também possuem baixo grau de adensamento produtivo ao importar parcela substantiva dos insumos e componentes intensivos em P&D. Também foi constatado que o Brasil se insere de forma passiva nas CGV, pois as classes industriais que mais importaram insumos e componentes não exportaram. Por fim, os setores de serviços - que ganharam bastante peso no PIB nasúltimas décadas - conduzem no Brasil poucos investimentos em P&D e em menor magnitude que os setores manufatureiros. Portanto, da perspectiva tecnológica, a prematura mudança estrutural rumo aos serviços tem implicações relevantes quanto ao progresso tecnológico futuro do Brasil
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.10.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MORCEIRO, Paulo César; GUILHOTO, Joaquim Jose Martins. A indústria brasileira no limiar do século XXI: uma análise da sua evolução estrutural, comercial e tecnológica. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12140/tde-07122018-115824/ >.
    • APA

      Morceiro, P. C., & Guilhoto, J. J. M. (2018). A indústria brasileira no limiar do século XXI: uma análise da sua evolução estrutural, comercial e tecnológica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12140/tde-07122018-115824/
    • NLM

      Morceiro PC, Guilhoto JJM. A indústria brasileira no limiar do século XXI: uma análise da sua evolução estrutural, comercial e tecnológica [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12140/tde-07122018-115824/
    • Vancouver

      Morceiro PC, Guilhoto JJM. A indústria brasileira no limiar do século XXI: uma análise da sua evolução estrutural, comercial e tecnológica [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12140/tde-07122018-115824/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: