Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Residências em Ribeirão Preto (1955 a 1980): discussão sobre uma produção moderna através de uma perspectiva urbana (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERREIRA, FERNANDO GOBBO - FAU
  • USP Schools: FAU
  • Sigla do Departamento: AUT
  • Subjects: EDIFÍCIOS RESIDENCIAIS; ARQUITETURA MODERNA
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: No século XIX, a cidade de Ribeirão Preto (distante 314 kilometros de São Paulo) concentrou riqueza com as lavouras de café, sendo cenário de arquiteturas que em nada deviam ao de outras cidades importantes no interior do Estado de São Paulo. São poucos os exemplares de casarões e palacetes que restaram na cidade, porém, devidamente tombados ou em processo para garantir seu legado. A preservação de tais arquiteturas está constantemente em foco na mídia, conscientizando a população sobre sua importância. A preservação da arquitetura de Ribeirão Preto, não recebe a mesma atenção quando focamos na produção de residências modernas, do início da segunda metade do século XX, cobrindo as décadas de 1950, 1960 e 1970. Esta dissertação se apoia no levantamento, discussão e questionamento da preservação dessas obras, através de suas representações: registros fotográficos, entrevistas com arquitetos e moradores, projetos de aprovação na prefeitura do município e bibliografia. Caminhando pela cidade nos dias atuais, encontramos bairros com arquiteturas residenciais que ainda conservam suas características originais. Essas casas são de autoria dos primeiros profissionais arquitetos da cidade, em bairros, no princípio, estritamente residenciais. Um exemplo dentro dessa produção, são as primeiras casas projetadas pelos arquitetos Cássio Pinheiro Gonçalves e Ijair Cunha, formados nas primeiras turmas da FAU Mackenzie (1950) e FAUUSP (1952), que ditam relações diferentes entre o público e privado, casas em consonância com uma vanguarda de projetos residenciais modernos produzidos na época, principalmente na cidade de São Paulo, cujos sistemas construtivos, relações com o entorno e plasticidade estavam em conflito com os padrões arquitetônicos de seu tempoEm Ribeirão Preto, nos bairros Jardim Sumaré e Alto da Boa Vista essas arquiteturas residenciais projetadas por jovens urbanistas, persistem como memória de uma cidade possível, idealizada, que não se consolidou. Hoje, essas casas passam despercebidas ao olhar rotineiro de quem cruza esses bairros, cada vez mais ocupados por edifícios comerciais que descaracterizam suas conformações de outrora. Quando essas residências começam a ser demolidas, cabe ao levantamento fotográfico, apoiado pela rede social Arquigrafia, planejado e registrado sempre da perspectiva de quem observa essas arquiteturas da rua, garantir que esse legado possa ser preservado. Um primeiro levantamento geral, criando o escopo dessa produção nunca antes divulgada, é o primeiro passo de um modelo de levantamento que poderia ser replicado, que garantiria um banco de dados de representações de projetos arquitetônicos, na figura da rede social Arquigrafia, para futuros estudos e entendimento do real escopo da produção arquitetônica modernista brasileira, além da arquitetura "oficial". Como são projetos pouco divulgados, sua exposição, através de documentos originais, fotografias e desenhos, bem como de registros orais das pessoas envolvidas em suas construções, contribui para a história da arquitetura brasileira, para a construção de conhecimento sobre projeto, representação, e imaginário urbano moderno no Brasil. Sendo a residência unifamiliar o programa mais comum em nossas cidades, seu estudo contribui para o esclarecimento dos caminhos que levaram nossa profissão a seu atual papel na produção da paisagem urbana contemporânea
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.05.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Fernando Gobbo; ROZESTRATEN, Artur Simões. Residências em Ribeirão Preto (1955 a 1980): discussão sobre uma produção moderna através de uma perspectiva urbana. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-29062017-142421/ >.
    • APA

      Ferreira, F. G., & Rozestraten, A. S. (2017). Residências em Ribeirão Preto (1955 a 1980): discussão sobre uma produção moderna através de uma perspectiva urbana. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-29062017-142421/
    • NLM

      Ferreira FG, Rozestraten AS. Residências em Ribeirão Preto (1955 a 1980): discussão sobre uma produção moderna através de uma perspectiva urbana [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-29062017-142421/
    • Vancouver

      Ferreira FG, Rozestraten AS. Residências em Ribeirão Preto (1955 a 1980): discussão sobre uma produção moderna através de uma perspectiva urbana [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-29062017-142421/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: