Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Terapias cirúrgicas versus endoscópicas para câncer precoce e displasia de alto grau no esôfago: uma revisão sistemática e metanálise (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BUSTAMANTE, FABIO ALBERTO CASTILLO - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MGT
  • Subjects: REVISÃO SISTEMÁTICA; METANÁLISE; NEOPLASIAS ESOFÁGICAS; PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DO SISTEMA DIGESTÓRIO; ENDOSCOPIA DO SISTEMA DIGESTÓRIO; DIAGNÓSTICO DA SITUAÇÃO DE SAÚDE; TÉCNICAS DE DIAGNÓSTICO DO SISTEMA DIGESTÓRIO
  • Keywords: Endoscopy gastrointestinal; Esophageal cancers; Esophageal neoplasms; Surgical procedures operative; Endoscopy digestive system
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O câncer de esôfago (CaE) ocorre em 22% dos casos como doença local, e a minoria dessa doença é limitada à mucosa ou à submucosa (lesões precoces). Ressecção endoscópica da mucosa (EMR), dissecção submucosa endoscópica (ESD), terapia fotodinâmica (PDT), terapia a laser e coagulação com plasma de argônio (APC) têm sido desenvolvidas como alternativas à ressecção cirúrgica de lesões precoces. Objetivos: Identificar, por meio de revisão sistemática, estudos que reportem sobrevida, sobrevida livre de doença, morbidade e mortalidade associada ao procedimento e mortalidade associada ao câncer em terapias endoscópicas e cirúrgicas no câncer de esôfago limitado à mucosa ou à submucosa (lesões precoces). Fontes de dados: Uma revisão sistemática de artigos em MEDLINE, Registro Cochrane de Ensaios Clínicos Controlados, EMBASE, EBSCO, LILACS, Biblioteca da Universidade de São Paulo e em sites de pesquisa, como BVS e SCOPE ScienceDirect. Seleção do estudo: Ensaio Controlado Aleatório, Ensaio Clínico Controlado, Ensaio Clínico e Estudos de Coorte. Critérios de seleção: Estudos que comparam estatisticamente a sobrevida e a sobrevida livre de doença, a morbidade e a mortalidade associada ao procedimento e a mortalidade associada ao câncer no tratamento endoscópico e cirúrgico para lesões precoces do câncer de esôfago. Extração de dados: Extração independente de dados de artigos por dois autores, incluindo os indicadores de qualidade dos estudos. Na busca, não foi encontrado nenhum tipo de ensaio clínico;portanto, extraímos apenas estudos comparativos retrospectivos e os resultados extraídos forma analisados estatisticamente. Limitação: Apenas estudos prospectivos, comparando as terapias endoscópicas e cirúrgicas, bem como as terapias reportadas com heterogeneidade. Resultados: Em estudos comparando as terapias cirúrgica e endoscópica na mortalidade relacionada ao procedimento, a diferença não foi significativa; nas taxas de sobrevivência após 1, 2, 3, 4 e 5 anos, foram diferentes e mostraram superioridade da cirurgia ao longo do tempo, estas foram aparentemente influenciadas por vieses na população. Ao suprimir esse viés, a endoscopia é superior no controle da mortalidade relacionada ao câncer com alta taxa de recidiva da doença. Em relação à comorbidade e à mortalidade associada ao procedimento, a endoscopia apresenta melhores resultados. Conclusões e implicações: Não existem evidências reportadas de ensaios clínicos. Nesta metanálise, as terapias cirúrgicas mostraram superioridade na sobrevida, e as terapias endoscópicas apresentaram superioridade no controle da mortalidade relacionada ao câncer, mas com alta taxa de recorrência da doença, a comorbidade e a mortalidade associadas à endoscopia é menor. Ensaios controlados com volume amostral expressivo são necessários para confirmar os resultados da metanálise atual. Número de registro de revisão sistemática: CRD42014013170
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.10.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BUSTAMANTE, Fabio Alberto Castillo; MOURA, Eduardo Guimarães Hourneaux de. Terapias cirúrgicas versus endoscópicas para câncer precoce e displasia de alto grau no esôfago: uma revisão sistemática e metanálise. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-14012019-133534/ >.
    • APA

      Bustamante, F. A. C., & Moura, E. G. H. de. (2018). Terapias cirúrgicas versus endoscópicas para câncer precoce e displasia de alto grau no esôfago: uma revisão sistemática e metanálise. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-14012019-133534/
    • NLM

      Bustamante FAC, Moura EGH de. Terapias cirúrgicas versus endoscópicas para câncer precoce e displasia de alto grau no esôfago: uma revisão sistemática e metanálise [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-14012019-133534/
    • Vancouver

      Bustamante FAC, Moura EGH de. Terapias cirúrgicas versus endoscópicas para câncer precoce e displasia de alto grau no esôfago: uma revisão sistemática e metanálise [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-14012019-133534/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: