Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Responsividade e estabilidade da produção de grãos de milho: relações com caracteres relacionados à tolerância a estresses abióticos e heranças (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARNEIRO, OTáVIO LUIZ GOMES - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: DEFICIT HÍDRICO; HERANÇA GENÉTICA; INTERAÇÃO GENÓTIPO-AMBIENTE; MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETAL; MILHO; RESISTÊNCIA GENÉTICA VEGETAL
  • Keywords: Análise dialélica
  • Language: Português
  • Abstract: Os principais caracteres a serem considerados em programas de melhoramento de milho visando tolerância a estresses abióticos são: prolificidade (PRO), intervalo de florescimento (IF), número de ramificações do pendão (NRP) e stay green (SG). Diversos autores sugeriram que esses caracteres podem estar relacionados à estabilidade da produção de grãos. Ademais, apesar da importância da responsividade e estabilidade da produção de grãos para a seleção de cultivares, há poucos relatos sobre a herança desses parâmetros, com resultados controversos. Os objetivos desse estudo foram investigar a relação entre a estabilidade e os caracteres relacionados à tolerância a estresses abióticos e a herança dos parâmetros responsividade e estabilidade da produção de grãos de milho. Foram avaliados dois Grupos de híbridos simples de milho: Grupo I (GI) consituído por 100 híbridos e o Grupo II (GII) por 48 híbridos, os quais foram avaliados respectivamente em 12 e 28 ambientes. Esses híbridos foram avaliados seguindo delineamento látice 10 x 10 e 7 x 7, compreendendo os 100 e 49 híbridos simples, respectivamente, com duas repetições por ambiente. Para completar o delineamento látice no GII, um híbrido simples comercial foi adicionado aos demais híbridos. Utilizando técnicas uni e multivariadas, as correlações entre os caracteres envolvendo tolerância a estresses abióticos, isto é, PRO, IF, NRP e SG, e os parâmetros de estabilidade apresentaram baixas magnitudes e, de forma geral, não diferiramde zero. Esses resultados indicaram que a estabilidade da produção de grãos e os caracteres relacionados à estresses abióticos são provavelmente independentes. Os resultados das análises dialélicas da responsividade e estabilidade mostraram que a contribuição da capacidade específica de combinação foi superior à capacidade geral de combinação para ambos os parâmetros nos dois Grupos de híbridos. Desta forma, os efeitos gênicos não aditivos (dominância e epistasia) foram mais importantes que os efeitos aditivos para a responsividade e estabilidade da produção de grãos. Apesar de os híbridos selecionados apresentarem os caracteres relacionados à tolerância a estresses abióticos de forma desejada e, assim, possivelmente reduzirem as flutuações da produção de grãos devido principalmente às instabilidades de precipitação, esses não possuem relação direta com os parâmetros de estabilidade. De qualquer forma, é importante que esses caracteres estejam inseridos nos programas de melhoramento de milho visando obter cultivares tolerantes a esses tipos de estresses. Também, a maior importância dos efeitos não aditivos em relação aos efeitos aditivos no controle da responsividade e estabilidade possui uma série de implicações para os programas de melhoramento de milho, uma vez que a seleção deverá ser realizada em cruzamentos de linhagens e não nas performances das linhagens per se
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.08.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARNEIRO, Otávio Luiz Gomes; SOUZA JUNIOR, Claudio Lopes de. Responsividade e estabilidade da produção de grãos de milho: relações com caracteres relacionados à tolerância a estresses abióticos e heranças. 2018.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-18012019-161405/ >.
    • APA

      Carneiro, O. L. G., & Souza Junior, C. L. de. (2018). Responsividade e estabilidade da produção de grãos de milho: relações com caracteres relacionados à tolerância a estresses abióticos e heranças. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-18012019-161405/
    • NLM

      Carneiro OLG, Souza Junior CL de. Responsividade e estabilidade da produção de grãos de milho: relações com caracteres relacionados à tolerância a estresses abióticos e heranças [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-18012019-161405/
    • Vancouver

      Carneiro OLG, Souza Junior CL de. Responsividade e estabilidade da produção de grãos de milho: relações com caracteres relacionados à tolerância a estresses abióticos e heranças [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-18012019-161405/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: