Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Dois argumentos pelo conhecimento sobre a ciência no ensino de ciências: por uma contraideologia do conflito e um metaconhecimento poderoso (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MOREIRA, ANDRÉ BATISTA NORONHA - ENSINO CIÊNCIAS
  • USP Schools: ENSINO CIÊNCIAS
  • Subjects: FÍSICA; EDUCAÇÃO; CURRÍCULOS E PROGRAMAS; HISTÓRIA DA CIÊNCIA; FILOSOFIA DA CIÊNCIA
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Apresentamos e discutimos neste trabalho dois argumentos, provindos de obras de dois dos principais teóricos de currículo, Michael Apple e Michael Young, em defesa do conhecimento sobre a ciência no ensino de ciências. Depois de um resgate histórico acerca do reconhecimento da importância da história e filosofia da ciência no ensino de ciências, retomamos as críticas de natureza filosófica à chamada visão consensual da natureza da ciência. Insistimos que a distância entre o debate sobre a natureza da ciência no ensino de ciências e suas críticas mantém-se longe de debates de natureza social, política e curricular, e apontamos para a necessidade de um papel político para a história e filosofia da ciência na educação científica. Afirmamos que isto significa terem um papel na resistência e combate a processos mais amplos ao ensino de ciências, como o processo de mercantilização da educação e da ciência e às ondas de valorização e desvalorização ideológica da ciência. Primeiro, com base em apontamentos da teoria crítica de currículo e em obras seminais de Apple e seu conceito de conflito, advogamos que a abordagem tipo-tenets presente na visão consensual tende, por sua forma, a ser convidativa a políticas de avaliações padronizadas, guiadas pelas ideologias neoliberal e cientificista-positivista, coadjuvantes a políticas educacionais mercantilizantes. Argumentamos, pois, que a história da ciência e o conceito de conflito devem ser entendidos como uma contraideologia do conflito às ideologias neoliberal e cientificista-positivista, emergindo seus papeis políticos de resistência aos processos de mercantilização da educação. Segundo, apoiados em obras recentes de Young e seu conceito de conhecimento poderoso, defendemos que o conteúdo da visão consensual flerta demasiadamente com visões subjetivistas, ressonantes a defesas relativistas epistêmicas pós-modernas.Assim, argumentamos que a filosofia da ciência, balizada por uma visão realista estrutural social, deve ser entendida como um metaconhecimento poderoso, proposição conceitual baseada naquela de Young, contra o relativismo epistêmico e políticas curriculares localistas que excluem a ciência. A natureza política deste argumento evidencia-se no fato de que tal exclusão viola princípios de equidade e de justiça social, traduzidos no apelo de garantia mínima acesso educacional irrestrito, amplo e efetivo a conhecimentos poderosos. Por fim, discutimos tensões entre os argumentos propostos, ponderações nas abordagens consideradas, e apontamos para desenvolvimentos futuros.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.09.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOREIRA, André Batista Noronha; GURGEL, Ivã. Dois argumentos pelo conhecimento sobre a ciência no ensino de ciências: por uma contraideologia do conflito e um metaconhecimento poderoso. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81131/tde-23112018-140829/pt-br.php >.
    • APA

      Moreira, A. B. N., & Gurgel, I. (2018). Dois argumentos pelo conhecimento sobre a ciência no ensino de ciências: por uma contraideologia do conflito e um metaconhecimento poderoso. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81131/tde-23112018-140829/pt-br.php
    • NLM

      Moreira ABN, Gurgel I. Dois argumentos pelo conhecimento sobre a ciência no ensino de ciências: por uma contraideologia do conflito e um metaconhecimento poderoso [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81131/tde-23112018-140829/pt-br.php
    • Vancouver

      Moreira ABN, Gurgel I. Dois argumentos pelo conhecimento sobre a ciência no ensino de ciências: por uma contraideologia do conflito e um metaconhecimento poderoso [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81131/tde-23112018-140829/pt-br.php