Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência do ácido lático na imunidade vaginal (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LINHARES, IARA MORENO - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MOG
  • Subjects: ÁCIDOS CARBOXÍLICOS; VAGINA; CÉLULAS EPITELIAIS; IMUNIDADE; INTERLEUCINAS; RECEPTORES IMUNOLÓGICOS
  • Language: Português
  • Abstract: A resposta imune na vagina deve ser tolerante aos antígenos expressos na superfície do espermatozóide para evitar sua destruição e maximizar o sucesso do processo reprodutivo. Deve, também, tolerar a presença de microorganismos endogenos e, concomitantemente, proteger contra a invasão de agentes patogênicos externos. Os mecanismos que possibilitam a coexistência dessas funções opostas ainda não foram completamente elucidados. A vagina humana na idade reprodutiva, possui pH ácido. Decorre da produção de ácido lático pela glicólise anaeróbia pelas células epiteliais e pelos Lactobacillus residentes, que convertem o glicogênio das células descamadas em ácido lático. Observações recentes demonstraram que o ácido lático possui propriedades imunes que influenciam a resposta do hospedeiro a variedade de tumores.A sua contribuição para a função imune das células epiteliais vaginais ainda não foi avaliada, sendo o objeto desta pesquisa. Linhagem de células epiteliais humans, VK2/E6E7, com propriedades do epitélio vaginal normal, foi cultivada na presença ou ausência de ácido lático em concentrações normalmentes existentes na vagina (10-40mM). Para mimetizar a invasão microbiana, foram adicionados às células em cultura agonistas de Toll-like receptores (TRL) que coincidissem com componentes virais (poly I:C), bacterianos (flagelina, lipopolissacáride, lipoptoteína, peptideoglicano) e fúngicos (zimosan). Após 24 horas de incubação, os sobrenadantes das culturas foram recuperadados e testados por ELISA para a determinação dos mediadores imunes. Os resultados demonstraram que as células epiteliais vaginais, espontaneamente, liberaram interleucina-8 (IL8), fator de crescimento transformante beta (TGFβ), proteina de choque térmico indutível 70kDa (hsp70) e secretory leucocyte protease inhibitor (SLPI)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.08.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700102131W4.DB8 SP.USP FM-3 L728in 2011
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LINHARES, Iara Moreno. Influência do ácido lático na imunidade vaginal. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.
    • APA

      Linhares, I. M. (2011). Influência do ácido lático na imunidade vaginal. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Linhares IM. Influência do ácido lático na imunidade vaginal. 2011 ;
    • Vancouver

      Linhares IM. Influência do ácido lático na imunidade vaginal. 2011 ;